SEMINARIO VERBO

INSCRIÇOES ABERTAS
VALOR MENSAL: R$100,00
desconto 30% até dia 15/10
Informações: 21-34177969 ou secretariarj@verbo.org.br

VENHA NOS CONHECER

Clique em “Leia Mais” para se Inscrever
Tel:(21)3417-7969
secretariarj@verbo.org.br

IGREJA VERBO BARRA&RECREIO

“Endereço:Rua Giocondo Dias 96″-  Barra Bonita- (21)3417-7969 secretariarj@verbo.org.br  

Facebook Escola Sobrenatural

Clique em “Leia Mais” para conhecer nossa página no Facebook.

História

Breve história dos Ministérios Verbo

A seguinte história ilustra como os primeiros ministros da Verbo, com a visão de alcançar e transformar o mundo para Cristo, formaram uma igreja sólida com membros e líderes dedicados à causa de Jesus na Guatemala. Posteriormente, fundaram um colégio, um orfanato e logo desenvolveram obras sociais que permitiram alcançar os desamparados.

Mais adiante, enviaram várias missões ao interior do país e às nações estrangeiras de língua hispânica, e finalmente a nações e línguas não hispânicas, como Brasil, Canadá e Estados Unidos. Assim como de uma só igreja com visão e esforço saiu toda a base dos Ministérios Verbo que hoje conhecemos, espera-se que cada Igreja Verbo considere esse exemplo e faça o mesmo. E não somente reproduza esse modelo, mas faça muito mais do que fizeram os fundadores!

Muitos pensam que a Verbo iniciou na Guatemala; porém, a realidade é que o alicerce dos ministérios foi colocado por um grupo de jovens cristãos – alguns hispânicos, outros norte-americanos – que aceitaram a soberania de Deus em seus corações durante um poderoso mover do Espírito Santo, chamado “A Geração de Jesus”, que começou no final dos anos 60 entre jovens e hippies da Costa Oeste dos Estados Unidos.

Os que formaram a Verbo se conheceram no ministério Gospel Outrach (Alcance Evangélico), um movimento cristão de casas e granjas comunitárias sob a direção de Jim Durkin, um ungido pregador e mestre da Palavra de Deus.

Eles firmemente creram no que Jesus disse em Mateus 28:18-20 – “E Jesus se aproximou e lhes disse: Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Portanto, ide e fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que os tenho mandado; e eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos séculos”. Eles se sentiram chamados a cumprir essa comissão na América Latina, mas não sabiam onde. Além disso, se deram conta de que “Ser chamado não é o mesmo que ser enviado”.

Todos passaram alguns anos na Comunidade Gospel Outreach aprendendo a ser missionário, com ênfase no principal lema do grupo, “Prática da Palavra de Deus”. O Sr. Durkin, que era reconhecido como apóstolo, e outros ministros ensinavam uma expressão cristã Bíblica não religiosa em um ambiente de transparência e honestidade.

Deus Revela Sua Vontade

Na madrugada de 4 de fevereiro de 1976, um grande terremoto fez com que mais de trinta mil guatemaltecos perecessem, deixando milhões de pessoas sem abrigo adequado. Quando essa triste notícia foi divulgada nos Estados Unidos, um membro do grupo de jovens chamado Carlos Ramirez sentiu de Deus que eles deviam ser enviados para ajudar os guatemaltecos. Junto com outros dois missionários, viajaram para a cidade da Guatemala para ver como podiam apoiar. Carlos não sabia com clareza o que fazer até que uma pessoa o abordou em uma rua em meio à devastação.

A pessoa perguntou: “Você quer ajudar a Guatemala?” – “Claro”, respondeu Carlos. – “Então construa casas”.

Carlos tomou isso como revelação do Amado Deus. Telefonou para Jim Durkin para contar que havia encontrado o lugar e a maneira de começar uma obra missionária na América Latina.

Jim lhe perguntou: – “Onde você vai conseguir dinheiro para levar uma equipe à América Central?” Carlos respondeu, – “Não sei, mas Deus proverá”.

Em menos de dois meses, uma equipe de 15 adultos e seis crianças, com carros, casas ambulantes e caminhões, estava a caminho da Califórnia passando pelo México rumo à Guatemala para trabalho voluntário na obra de reconstrução.

Os voluntários eventualmente se estabeleceram na granja “Dos Alicias” nos arredores da capital da cidade, onde viveram em comunidade, trabalharam em grandes e pequenas obras de reconstrução e abriram suas reuniões dominicais com seus vizinhos. Atraídos por seu estilo simples e sua forma honesta de viver o Evangelho, muitos guatemaltecos começaram a unir-se aos estrangeiros voluntários. O que era basicamente uma reunião de missionários no início de 1977 tornou-se uma congregação de mais de 100 adultos no final do ano. Entre os líderes que vieram dos Estados Unidos estavam Carlos e Linda Ramirez, Jim e Mary de Golyer, James e Lynn Jankowiak, Bob Trolese (que depois se casou com outra integrante da equipe, Myra Cromwell), Tom Becotte (que depois se casou com a guatemalteca Guisela Castillo) e Dick Funnell (que se casou com uma das primeiras guatemaltecas da equipe, Gladys).

Uma das características do grupo foi que a liderança não se centralizou em uma só pessoa; em vez disso, vários missionários compartilharam (entre suas atribuições na reconstrução) os trabalhos de pastoreio, estudos bíblicos e pregação. De fato, treinaram os guatemaltecos para assumir responsabilidades de ministrar aos novos que se agregavam diariamente à nova congregação; alguns deles eram profissionais e homens de negócios.

O que há em um nome?

Tanto crescimento obrigou o movimento a deslocar-se para uma zona mais central da capital e identificar-se como Igreja Cristã Verbo por uma série de razões muito importantes:

Primeiro: usou-se o nome “igreja” para mostrar que Verbo era parte integrante do Corpo de Cristo, não um “centro”, uma “comunidade” ou uma “fraternidade” religiosa.

Segundo: “cristã”, foi escolhido como nome para enfatizar que a igreja estava interessada em apegar-se a Cristo e à Palavra de Deus, não a tradições e tendências habituais.

Terceiro: “Verbo” indicava que a igreja se baseia na pessoa de Jesus, o Verbo de Deus. Além disso, o fato de “Verbo” gramaticalmente significar ação contribuía para que os não cristãos perguntassem por que se usava um nome raro, abrindo assim uma porta para o Evangelho.

Finalmente, “Verbo” tem o mesmo significado em outros idiomas, como o português.

Nicarágua Ouve da Esperança de Deus

Em julho de 1979, os sandinistas tomaram a Nicarágua. Os principais líderes da Igreja viajaram para esse país para ver como podiam entrar com a Palavra de Deus, no momento em que outros missionários estavam saindo. Por meio de uma série de encontros divinos, o Senhor confirmou que havia chegado a hora de enviar a Verbo pela primeira vez para fora da Guatemala.

Foi assim que, em janeiro de 1980, uma equipe de norte-americanos e guatemaltecos, liderados por Bob e Myra Trolese, se instalou na capital Manágua, fazendo uma combinação de obras sociais e trabalho de igreja. Hoje, várias congregações Verbo provêem refúgio espiritual para o povo da capital, do interior e da costa atlântica. Orfanatos e escolas suprem as necessidades de milhares de crianças. Obras sociais como projetos agrícolas e clínicas demonstram o amor de Deus em várias comunidades nas áreas carentes do país.

Também em 1980, um jovem hispânico da área de Nova Orleans, Louisiana, ouviu alguns cassetes de Jim Durkin e se identificou com a mensagem sobre a restauração do ministério quíntuplo, entre outros conceitos. Pouco tempo depois, Carlos Velásquez e sua Igreja “Las Sagradas Escrituras” se uniram ao movimento, vindo a ser as primeiras obras entre hispânicos nos Estados Unidos e no Canadá.

Muitas inovações vieram em seguida, incluindo o estabelecimento de Igrejas nos lares, que é uma rede de cobertura pastoral e discipuladora, e a primeira Escola Verbo que abriu suas portas na Casa Verbo da Zona 9, com aproximadamente 60 alunos de jardim de infância ao 9º ano do ensino fundamental.

Como a escola Verbo foi constituída como “escola experimental”, foi possível desenvolver um plano de estudos que colocaria Jesus e a Bíblia no centro do sistema educativo, o qual foi uma visão nova na Guatemala.

Em um período de três anos, a escola começou a incluir desde o maternal até graduações mais altas. Atualmente, há escolas Verbo no México, na Guatemala, na Nicarágua e no Equador, além de ter estabelecido a Universidade Pan-americana da cidade da Guatemala em 1998.

A Igreja Muda seu Paradigma

Em março de 1982, outra grande mudança marcou o papel da igreja Verbo na sociedade. Através de um golpe de estado por parte de alguns jovens oficiais do Exército Guatemalteco, o Gen. Efraín Rios Montt, que nesse momento estava servindo à Igreja como diretor acadêmico da Escola Verbo, chegou à cúpula do poder da nação. Enquanto isso, a Igreja cresceu rapidamente em suas novas instalações em um local duas vezes maior que na Zona 10. Os escritórios se estabeleceram em uma sala e o lugar de reunião era uma tenda para mais de mil pessoas construída por Alfonso “Tarzan” López, dono do circo Rex, que era membro da congregação.

O alicerce de duas obras sociais foi posto nessa época. A Fundação de Ajuda ao Povo Indígena, (FUNDAPI) abriu um ministério voltado para os indígenas necessitados do Triângulo Ixil no ocidente do país. Essa obra agora conta com mais de 10 congregações da língua Ixil.

Casa Barnabé, o primeiro orfanato fundado pela igreja Verbo, começou na cidade da Antiga Guatemala em 1982, passou por Palín e por último chegou onde está atualmente, servindo a mais de 150 crianças na rodovia que leva a El-salvador.

Nessa época, foi estabelecida uma equipe em Quito, Equador, com Tom e Guisela Becotte e alguns obreiros guatemaltecos. Pouco tempo depois, Jim e Mary De Golyer se uniram à obra para trazer uma dimensão do mover do Espírito Santo ao ministério, e o crescimento foi enorme. Hoje em dia, há mais de vinte igrejas Verbo no Equador (várias com mais de mil membros), escolas, um hospital e uma congregação filha no Peru.

Em agosto de 1983, um contragolpe levou o General Ríos de volta à vida privada, mas a Igreja – agora com mais de mil e quinhentos membros adultos – tomou alguns novos passos. Dick e Gladys Funnell, Mike e Dóris Vasquez, Otto e Vilma Morales e alguns outros se estabeleceram em Quetzaltenango para começar a primeira congregação Verbo no interior da Guatemala. Dessa igreja, saíram escolas e equipes para lugares como Coatepeque, Cantel e Verbo às Américas.

Álvaro e Beatriz Contreras foram para os Estados Unidos e se estabeleceram na Verbo de Miami, a primeira Igreja Verbo plantada diretamente na América do Norte. Nessa época, surgiu VERBO MUSIC, por iniciativa de Pepe Garcez. As primeiras gravações foram cantadas por sua esposa Mayda. Posteriormente, esse ministério iniciou a série de louvor e adoração chamada RESTAURAÇÃO, que revolucionou a música cristã latina.

Profecias Indicam Nova Direção

Por meio de várias profecias no início de 1985, a liderança entendeu que Deus estava chamando a igreja Verbo para “alargar o limite de sua tenda”. Nessa época, foi comprado o edifício de uma antiga pista de patinação sobre a Avenida Reforma e a 3º Rua Zona 9, local que se converteu em escritórios nacionais e internacionais, classes de escola dominical e um salão de reuniões com capacidade para duas mil e quinhentas pessoas.

A tenda foi enviada à Zona 7, para que fosse o lugar de reunião de uma segunda Igreja Verbo na capital da cidade, para servir melhor aos membros com Igrejas próximas a seus bairros. Além disso, o conceito de múltiplas congregações deu maior oportunidade para que o povo exercesse seus dons espirituais, para que fosse uma influência maior nos distintos bairros e para desenvolver uma nova liderança.

A última etapa no desenvolvimento dos fundamentos da igreja Verbo se deu em dezembro de 1985, quando James e Lynn Jankowiak se mudaram para o Brasil com três guatemaltecos para abrir a primeira obra Verbo não dirigida a hispânicos ou a um país hispânico.

Eles estabeleceram a “Igreja Cristã Verbo” na cidade do Rio de Janeiro, com a intenção de fazer da cidade um ponto estratégico para alcançar o mundo da língua portuguesa.

Em 1989, associou-se a igreja do Senhor, do México, a cargo de Luis Mariano e Mirna Castellanos. Desde essa época, a igreja Verbo tem crescido em número de membros e em serviços sociais. Há quase cem congregações em 14 países desde Canadá, até Argentina e Espanha. Agora, cada congregação local tem sua história, uma história especial para contar nesse maravilhoso mover de Deus.